Os rascunhos reprovados por Stanley Kubrick para o cartaz de O Iluminado

O Iluminado (The Shining – 1980), filme de Stanley Kubrick baseado no romance homônimo de Stephen King (1977), figura constantemente em listas dos maiores filmes de Terror de todos os tempos, segundo especialistas e cinéfilos ao redor do mundo. Recheado de atuações marcantes, de polêmicas em torno da relação Kubrick/Shelley Duvall e do lendário perfeccionismo do diretor, O Iluminado se transformou em um dos filmes mais lembrados e parodiados da história.

os-rascunhos-reprovados-por-stanley-kubrick-para-o-cartaz-de-o-iluminado-01

E não é só isso. Críticas em relação à fidelidade do filme ao livro de King ou mesmo teorias conspiratórias em torno da vinculação da película de Kubrick à missão lunar Apollo 11, levaram a obra a atingir um alcance global que atrai os mais variados fãs, pelos mais excêntricos motivos. Como homenagem à O Iluminado apresentamos aqui seu cartaz original e uma série de modelos que foram descartados por Kubrick (e suas devidas justificativas).

Todos desenhados pelo gênio Saul Bass, diretor de diversos curtas e do longa Phase IV, mas mais conhecido como o designer responsável por cartazes como o do clássico Um Corpo que Cai (Vertigo – 1958), ou o desenhista do título de Psicose (Psycho –1960), ambos de Alfred Hitchcock, o trabalho de Bass e Kubrick – dois gigantes das Artes – se materializa através de algumas cartas trocadas entre eles.

o-iluminado-poster o-iluminado-rascunho-01 o-iluminado-rascunho-05 o-iluminado-rascunho-04 o-iluminado-rascunho-03 o-iluminado-rascunho-02

Sobre o Autor

Titi Gomez Já estive atendente de vídeo-locadora, ator, educador de uma creche, escritor, barman... Sou chegado em trecos DIY e tattoos... Go Vegan!

Deixe seu comentário